Do Estado mínimo ao Estado ausente

O Estado mínimo que Passos Coelho defendia,  deu o seu lugar ao Estado ausente. Todos os dias temos novas noticias do Estado ausente. Esta semana o INEM de Évora foi mais um triste exemplo.

saladeespera

 

 

 

 

Anúncios

De pin na lapela

Pires de Lima

É bom recordar que numa altura em que deveria estar a suscitar a discussão do nosso papel na Europa e a posição desta na cena internacional, Pires de Lima, Ministro da Economia, apresentou-se em Milão, numa das maiores feiras de calçado da Europa, com sapatos confecionados no estrangeiro e, com o “pin” da bandeira de Portugal na lapela. Aqui está uma forma bizarra de ilustrar a nossa integração.

Não há almoços grátis

SSAntos e Passos Coelho

A Sociedade Francisco Manuel dos Santos SGPS foi a empresa privada que recebeu mais benefícios fiscais relativos ao ano fiscal de 2012, com 79,9 milhões de euros.

Fonte: http://www.publico.pt/economia/noticia/beneficios-fiscais-as-empresas-em-2012-diminuiram-em-350-milhoes-de-euros-1621445

Flagrante Delito

Ao lermos a investigação do Jornal Público sobre Agostinho Branquinho, o deputado do PSD que um dia disse “O que é a Ongoing?” (Empresa, onde depois ingressou) e agora é membro do Governo, lembramo-nos no imediato da Ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, que elegeu como prioridade do Governo o combate ao enriquecimento ilícito.

A Ministra da Justiça, que também gosta do “confronto”, de frases fortes e vangloria-se de apresentar uma reforma por semana, parece que tem algumas dificuldades em lidar com a elaboração das leis.

Porque será que a Ministra anda tão caladinha?

(http://www.publico.pt/politica/noticia/secretario-de-estado-fez-lobbying-durante-dois-anos-para-conseguir-abrir-hospital-privado-1620280

Paulo Macedo, o SNS e os oportunistas da saúde

Oportunistas da saúde

Teria sido interessante confrontar o Ministro da Saúde, Paulo Macedo, na comissão parlamentar de saúde que decorreu esta semana, com as declarações da sua amiga Isabel Vaz. Os dois “grandes gestores” do sector não se entendem.  Parece que os “oportunistas” da saúde ganham novo fôlego com este Governo.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=710566&tm=2&layout=122&visual=61

Create a free website or blog at WordPress.com.