O que é “trabalhar de perto”?

Segundo a Lusa, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, elogiou hoje “a posição forte” de Portugal para completar a consolidação orçamental e garantiu que o Fundo vai “trabalhar de perto” com as autoridades portuguesas para ultrapassar “os problemas que permanecem”.

Não sabemos o que o FMI e o Governo entendem por “trabalhar de perto” mas, de imediato, surgiram notícias a dar conta da necessidade de Portugal assinar um “mini memorando de entendimento”:

http://www.jornaldenegocios.pt/economia/ajuda_externa/saida_da_troika/detalhe/fmi_exige_mini_memorando_a_portugal.html

Será que, apesar do que o Primeiro Ministro acabou de dizer, vai mesmo ser assinado um novo Memorando de Entendimento?

Será que, ao contrário do que o Governo diz, há compromissos para novas condicionalidades?

Anúncios

“FIM DO PROTETORADO”. Mas será que Portas não tem vergonha na cara em continuar com a conversa do fim do protetorado ?

Ah! Concerteza que não. Afinal, é o homem do irredutível que já foi das feiras, mercados, pensionistas e lavoura depois de tudo trocar pelo exercício do poder. Afinal, não era ele que tinha linhas vermelhas na TSU dos idosos e agora nada vê das linhas tortas.
Portugal vai continuar sob supervisão da troika até 2037.São mais 23 anos, dizem os analistas. É que Portugal ainda vai ter de pagar o empréstimo aos credores durante os próximos anos. As regras europeias determinam que um país só deixa de estar sob vigilância quando paga 75% do montante em dívida.

20140502-133347.jpg

Mais um na triste contabilidade da folha de Excel do Ministro Macedo.

Sucedem-se os sinais de rutura do serviço nacional de saúde com os cortes já realizados pelo governo, 75% acima do que estava previsto no memorando da troika. Hoje soube-se de mais uma falha do serviço de emergência e de socorro das viaturas VMER e mais um cidadão que não teve acesso a esses cuidados de saúde com um fim trágico e fatal. Foi nas Caldas da Rainha. A conjugação de cortes com a lei dos compromissos criou uma conjugação explosiva, irresponsável e sem pingo de respeito pela dignidade humana, tudo a bem da boa imagem de gestor do Ministro da Saúde. Com as vida das pessoas não se brinca !

20140502-133133.jpg

Está bonita a festa e a falta de pudor.

Ele é Durão Barroso a vir fazer campanha com o governo.
Ele é Paulo Rangel e Durão Barros em campanha pelas ruas de Cantanhede.
Ele é o Presidente da República a condecorar personalidades da área empresariais, nas vésperas de o PSD e o CDS anunciarem que o mandatário para as eleições europeias da Aliança Portugal é um dos condecorados, Pedro Reis, militante do PSD e ex-Presidente da AICEP.
Esta gente não tem um pouquinho de pudor ?
O desespero não pode justificar tudo……

20140501-171729.jpg

COMO ELES GOSTAM DE SER ENGANADOS…..

O governo tem dois vícios que foram semeados por Miguel Relvas e por Vítor Gaspar. Quase tudo é resumido a estratégia de comunicação e na dúvida a solução do governo deve ser sempre cortes e mais aumento de impostos. São estes os azimutes da maioria de Pedro Passos Coelho. No exercício da herança interiorizada de Gaspar pagam os portugueses. Na afirmação das sementes de Relvas sujeitam-se os jornalistas, alguns com um particular gosto em serem enganados por agentes do governo e da maioria.
Ontem, eram 12:22, a jornalista Ângela Silva do Expresso dava expressão à estratégia do governo e do PSD antes da conferência de imprensa: “Passos disse ao partido que DEO traz boas notícias”. E prosseguia em peça online “Pedro Passos Coelho transmitiu na noite de terça-feira à comissão politica do PSD que o documento de estratégia orçamental (DEO) – que o Governo ainda não conseguiu acertar com a troika – vai trazer boas notícias para os bolsos dos portugueses. Num registo cauteloso e sem entrar em detalhes, o primeiro-ministro passou claramente a ideia de que os cortes impostos a pensionistas e funcionários públicos vão começar a ser aliviados.

Ontem, às 19:00, o editor Bernardo Ferrão, sem as piadolas do costume assumia, com gosto, que houvera receptividade à conversa da maioria para dar corpo à estratégia de comunicação do governo. FORAM, UMA VEZ MAIS,ENGANADOS !
Dizia Bernardo, sem remorso e pronto para mais aventuras no reino da mentira da maioria: “Mais IVA, mais TSU, mais impostos. Foi esta a resposta de Passos, Portas e Maria Luís depois dos vários encontros a discutir o famoso DEO onde a “arte e o engenho” dos ministros se resume a mais austeridade. E digo austeridade porque é mesmo disso que se trata mesmo que o spin governamental nos fale de “boas notícias”. “.

É só esperar pela próxima missão. Afinal, há personagens da vida real que seguem o mecanismo militar dos “Embedded”.

20140501-100638.jpg

Das feiras com o povo ao carro do povo.

Houve um tempo em que feiras, mercados e lavoura era com Paulo Portas.Até foi entronizado na confraria do populismo fácil. Era a era do Paulinho das Feiras, do Partidos da Lavoura e do Partido dos Contribuintes. Depois começaram os cortes e os aumentos irrevogáveis de importo e a personagem abandonou o Povo. E no entanto sobrevive. Hoje trocou o cara a cara com o Povo, a anunciar mais um aumento de impostos em conferência de imprensa por uma matinal ida à fábrica do carro do povo ( volkswagen, em alemão). No meio de tanta mentira, Portas já se contenta apenas de um contato com a terminação povo, de carro do povo.

20140430-192142.jpg

E se eles, no governo, pudessem desligar algumas funcionalidades uns dos outros ?

Foram Suspensas algumas funcionalidades do portal das Finanças “para evitar problemas”. O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais garante que o sistema está operacional e que a suspensão de alguns “serviços não essenciais” visa agilizar a entrega das declarações de IRS através da internet à medida que se aproxima o fim do prazo.
Com a guerrilha instalada na coligação, com maior ou menor expressão pública, ai se eles pudessem desligar funcionalidades uns dos outros…..

20140429-180139.jpg

PROCURA-SE, CONCLUÍDO OU POR CONCLUIR, DOCUMENTO DE ESTRATÉGIA ORÇAMENTAL

Mais de 24 horas depois de Pedro Passos Coelho e do seu governo ter, segundo a comunicação social, aprovado o Documento de Estratégia orçamental (DEO), Portugal continua sem conhecer o dito cujo.
Ficámos mesmo a saber que a troika Paulo Portas, Maria Luís Albuquerque e Carlos Moedas estão reunidos com a outra troika para ultimar o DEO e o fecho da 12ª avaliação
EM CONCLUSÃO:
É grande a probabilidade de, mais uma vez, o que assistimos ontem ter sido apenas um EMBUSTE para mascarar a incompetência do governo. Afinal, não fizeram o trabalho de casa e não concluíram o trabalho ontem. É demasia incompetência junta.

20140429-170835.jpg

O Governo é um fingidor

maxresdefault

Hoje, o Secretário de Estado adjunto do ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa, cita Fernando Pessoa no “Público” para dizer que “a política partidária é a arte de dizer a mesma coisa de duas maneiras diferentes”. Pelos vistos, Pessoa é de leitura obrigatória no Governo, e o primeiro-ministro é do clube de fãs. Ora vejamos dos múltiplos exemplos da arte, a propósito da requalificação/libertação dos funcionários públicos:

28 julho 2013 (Festa de Verão do PSD) – “As pessoas que faziam aquilo que era menos importante têm de fazer outras coisas mais importantes. Se não for preciso tanta gente para fazer isso, essas pessoas têm de ir fazer alguma coisa para outro lado, não pode o Estado estar a pagar-lhes eternamente para fazer o que não é preciso.”

06 abril 2014 (entrevista à SIC)– “Tudo é importante para que o Estado possa gastar menos e com isso libertar os cidadãos para outro tipo de despesa (…) Não se trata de despedimentos, porque como sabe não há despedimentos na FP. Entre rescisões e contratos que iam ser renovados e não foram, conseguiram-se importantes poupanças”.

SONAE COME

O governo de Pedro Passos Coelho acaba de nomear mais um grupo de trabalho. Agora para a gastronomia. O grupo ou ajuntamento de personagens tem 6 meses para apresentar medidas concretas, com avaliação dos respectivos custos, para a divulgação da gastronomia portuguesa através das actividades oficiais do Estado, apresentadas como “importantíssimas montras de Portugal no estrangeiro”. É um grupo vocacionado para a internacionalização, pois tem a presença do agora Presidente da RTP e antes cervejeiro da Heineken, Alberto da Ponte. Mas faz a ponte para outros interesses. Tem um representante do Mega Pic Nic do Continente. Sim a Sonae também come. António Lobo Xavier, que veste a pele demasiadas vezes, é um dos estrategas da comezaina. O almoço está servido. E como tem sido prática nos últimos anos de privatizações e afins, é só rapar o tacho.

20140429-131129.jpg

Create a free website or blog at WordPress.com.